O Conselho Regional de Farmácia do Rio de Janeiro informa que no próximo dia 24.06 (segunda-feira), não haverá expediente na Seccional de Niterói.

O Conselho Regional de Farmácia do Rio de Janeiro informa que no próximo dia 13.06 (quinta-feira) não haverá expediente na Seccional de Nova Iguaçu, em função do feriado municipal. O expediente será normalizado no dia 14.06 (sexta-feira).

O CRF/RJ convida todos os profissionais farmacêuticos a participar da 630ª Reunião Plenária Ordinária, realizada no dia 12 de junho de 2019, às 13h. A sessão será realizada na sede do Conselho Regional de Farmácia do Rio de Janeiro, na Rua Afonso Pena, 115 - Tijuca, Rio de Janeiro/RJ.

O Conselho Regional de Farmácia do Rio de Janeiro informa que Seccional Barra Mansa fechará para almoço de 13h às 14h, no período de 06/06/19 a 18/06/19. O horário de funcionamento será normalizado na quarta-feira, 19.06.

Em caso de Auto de Infração, o estabelecimento - por meio do representante legal e/ou pessoa com poderes de representação deste - pode protocolar defesa no prazo de 05 (cinco) dias corridos a contar do recebimento do auto, conforme previsão legal dos Artigos 9º e 10 da Resolução nº 566/2012 do Conselho Federal de Farmácia.

No ato, o representante deve apresentar os seguintes documentos na sede do CRF/RJ; em uma das Seccionais; ou via Correios, obedecendo os prazos supracitados:

I. Requerimento dirigido ao Presidente do Conselho Regional de Farmácia do Rio de Janeiro;

II. A qualificação do autuado (razão social, endereço completo, CNPJ, número do auto);

III. Os motivos de fato e de direito em que se fundamenta (o que se alega para o cancelamento do Auto);

IV. O pedido de diligências, expondo os motivos que as justifiquem;

V. A assinatura do representante legal da empresa ou estabelecimento, que deverá anexar procuração, contrato social ou documento equivalente que conceda tais poderes, sob pena de não conhecimento.

 

Caso o defendente seja sócio da empresa é necessário somente anexar cópia do contrato social (ou equivalente).

Caso o defendente seja um procurador, é necessário anexar além da  procuração simples (particular), cópia do contrato social (ou equivalente como, por exemplo, registro de firma individual, ata de assembleia, estatuto e Decreto/Portaria no caso de órgão pública) e cópia da identidade do outorgado, juntamente com o original para conferência.

Vale ressaltar que, no caso de Procuração pública (lavrada em cartório), fica dispensada a necessidade de anexar o contrato social. O interessado deve apresentar somente cópia da procuração pública juntamente com a cópia da identidade do outorgado e original para conferência. 

No caso de órgãos públicos, anexar ato de nomeação do Secretário ou do Procurador e cópia da identidade do defendente; caso o defendente seja um terceiro, anexar além da cópia da identidade, documentação que conceda tais poderes.

Salienta-se a importância do protocolo de todos os itens - sem excepcionalidades. Em caso de procurações, caso a apresentada possua validade, esta será avaliada. Caso não haja apresentação de um ou mais documentos, a defesa não será analisada (não conhecida), ensejando multa. 

Caso deseje, o representante legal pode solicitar que seja juntada ao processo a justificativa de ausência do profissional farmacêutico, caso esta tenha sido protocolada no CRF/RJ. Neste caso, deve mencionar o número de protocolo da justificativa e requerer expressamente no documento que esta seja juntada a sua defesa.